Juventude Negra debate: Genocídio, segurança coletiva e drogas

Juventude Negra debate: Genocídio, segurança coletiva e drogas

A roda de conversa “Juventude Negra debate: Genocídio, Políticas de Drogas e Estratégias de Segurança Coletiva” é um espaço proposto pelo Fórum de Promoção da Igualdade Racial (FOPIR), Odara Instituto da Mulher Negra, Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdades (CEERT), e Observatório de Favelas e Redes da Maré, e tem por objetivo reunir ativistas das lutas Contra o Genocídio da População Negra, ativistas e pesquisadores pela legalização das drogas, ativistas e profissionais do Direito, e militantes negras e negros em geral, principalmente da juventude, para debater estratégias de segurança coletiva para as comunidades e juventude negra. O aumento do encarceramento em massa e do assassinato de pessoas negras, especialmente os jovens, a crescente truculência das polícias, a permanência da seleção racial no sistema de justiça, o aumento do militarismo e do paramilitarismo nas comunidades negras exige de nós, estratégias autônomas de prevenção à violência, encarceramento e morte dos jovens negrxs, alvos preferenciais da política de segurança pública. Este espaço pretende traçar alternativas de como os movimentos e comunidades negras podem prevenir e agir diante de situações de vitimização da juventude.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *