CHAMADA DE ARTIGOS: DOSSIÊ 50 ANOS DA PEDAGOGIA DO OPRIMIDO: MOVIMENTOS DE OPRESSÕES E LIBERTAÇÕES CONTEMPORÂNEAS NA AMÉRICA LATINA E ÁFRICA

CHAMADA DE ARTIGOS: DOSSIÊ 50 ANOS DA PEDAGOGIA DO OPRIMIDO: MOVIMENTOS DE OPRESSÕES E LIBERTAÇÕES CONTEMPORÂNEAS NA AMÉRICA LATINA E ÁFRICA

O ano de 2018 marca os 50 anos de publicação do livro “Pedagogia do Oprimido”, escrito por Paulo Freire, no exílio imposto pela ditadura civil-militar deflagrada a partir do golpe de 1964.

É pouco dizer que se trata de obra de maior referência de Paulo Freire.  O livro, escrito em 1968 durante o seu exílio no Chile, nos oferece uma possibilidade de responder às velhas e novas condições de lutas políticas remanescentes dos movimentos de libertação na África e América Latina, dos anos de 1950 a 1970. Sua escrita só foi possível pelo desafio ao qual Freire se pôs a pensar/trabalhar os pares da dialética colonizador/colonizado; opressor/oprimido que emergem da mediação realizada por Frantz Fanon sobre “os condenados da terra”.

Se as condições de cada contexto histórico trazem questões ou temas a serem enfrentados pela sociedade, a proposta deste dossiê é um convite às possíveis e bem-vindas (re)leituras que “Pedagogia do Oprimido” nos oferece. A proposta do Dossiê reitera e acolhe a fecundidade desta obra germinal direcionada à reflexão crítica da práxis educativa ainda tão necessária ao trabalho político e pedagógico de enfrentamento e emancipação das antigas e novas opressões nos países da América Latina e África. As propostas deverão ser enviadas para o site da revista até 30 de maio de 2018.

http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/riae/announcement/view/784

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *